poe na mesa decor post tradicao junina 2023 01
poe na mesa decor post tradicao junina 2023 01

Tradições Juninas

As tradições que cercam as celebrações Juninas giram em torno das aldeias rurais que só existem durante as festas.

Elas são organizadas com bandeirinhas, portais de bambu, flores, mastro dos santos, barracas de comidas, bebidas juninas típicas, brincadeiras, jogos, danças juninas, músicas e muita diversão.

As crianças da cidade se vestem de caipira, usam chapéu de palha, botas e expressam um jeito estilizado de mostrar o “povo da roça”.

Os pais pintam no rosto dos meninos com traços de barba e bigode e as meninas ganham sardas e tranças em seus cabelos.

As quermesses de minha infância no interior tinham até “igreja”, “padre” e “cadeia”, além de casamento na roça e dança da quadrilha – que era ensaiada com muito entusiasmo nos meses anteriores.

Nos arraiais, todos são compadres e comadres! Uma fraternidade que deveria ser mantida não só no mês de junho.

QUADRILHA E VESTIMENTA

Entre os itens juninos, estão dois que são vistos como principais: a dança, mais conhecida pelo nome de quadrilha, e a vestimenta típica.

Antigamente, por serem festas promovidas pelas cortes, era possível notar que alguns dos nomes de seus famosos passos tiveram origem francesa, como “anarriê”, “ampassâ” e “tour”.

Estes são utilizados em virtude da origem da dança, já que essa parte importante da festa é herdada das festas da aristocracia francesa.

O urbano imita o rural…

BANDEIROLAS

Conhecidas como o principal enfeite decorativo das festas juninas, as bandeirolas surgiram como forma de homenagem aos três santos conhecidos como “padroeiros” das Festas Juninas: Santo Antônio, São Pedro e São João.

As imagens dos santos eram pregadas nas bandeiras coloridas e imersas em água, rito conhecido como lavagem dos santos.

De acordo com a crendice popular, a água purifica todos aqueles que se molham com ela.

O tempo foi passando, as bandeirinhas diminuindo de tamanho, mas continuam até hoje com a mesma simbologia: de purificar o ambiente da festa.

As bandeirolas também são protagonistas na Coleção de Festa Junina da @poenamesadecor! Uma forma de trazer o clima da festividade à mesa em estampas atemporais para usar o ano todo!

FOGUEIRAS

As tradicionais fogueiras das Festas Juninas são herdadas das culturas greco-romanas e dos celtas.

Esses povos cultuavam as fogueiras como forma de agradecimento aos deuses pelas boas colheitas.

Essa prática também foi aderida no Brasil, fazendo com que esse item se tornasse mais um símbolo forte da festividade.

Em nosso país, muitos acreditam que a fogueira seja uma forma de purificação e proteção contra maus fluidos, além de símbolo da reunião de familiares e amigos durante a festa.

CASAMENTO

O famoso casamento caipira surgiu como forma de chacota aos casamentos que fogem dos “padrões tradicionais”.

A noiva aparece grávida e o pai obriga o noivo a se casar com uma espingarda apontada para a sua cabeça, tendo o apoio do delegado da cidade, que é amigo da família da noiva.

O teatro do casamento é ainda maior, já que o noivo, que está embriagado, tenta fugir sem sucesso.

O casamento caipira é finalizado com os noivos, então casados, puxando o início da quadrilha. Um forma divertida de lembrar Santo Antônio – o Santo Casamenteiro.

E aí, gostou das dicas?

Espero que inspiram para você fazer sua festa. Aproveite e veja como podemos te ajudar:

Deixe um comentário